SINTTEL-SE participa do maior ato da história de Sergipe

02/05/2017

No dia 28 de abril, o Brasil parou contra as Reformas da Previdência e Trabalhista e as terceirizações. Todas as centrais sindicais se uniram à Frente. O movimento grevista percorreu as capitais, as grandes, médias e pequenas cidades. Ônibus, metro e avião não funcionaram regularmente. Mais de 35 milhões de trabalhadores aderiram à greve geral no país.

grevegeralsinttel mai 1



Em Sergipe, mais de 60 mil pessoas estiveram nas ruas dizendo não às reformas, e a direção do SINTTEL-SE foi voz firme na luta em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras. Veja o vídeo abaixo com a fala da presidenta Iaraci Silva.







Veja também

O povo não é bobo: muito além da Rede Globo

O povo não é bobo: muito além da Rede Globo

07/09/2013 - Por Paulo Victor Melo*   Se enganou quem acreditava que os gritos de “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” ecoados em inúmeras man...

Frente parlamentar vai atuar na defesa da classe trabalhadora

Frente parlamentar vai atuar na defesa da classe trabalhadora

18/05/2016 - Será lançada nesta quarta-feira (18), a partir das 9 horas, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), do Senado Fede...

Trabalhadores da R2 Telecom rejeitam proposta de acordo coletivo

Trabalhadores da R2 Telecom rejeitam proposta de acordo coletivo

29/08/2019 - Reunidos em assembleia na manhã de hoje (29/8) dezenas de trabalhadores e trabalhadoras da empresa R2 TELECOM rejeitaram a proposta d...

Intervozes dá início a projeto de formação em mídia e direitos humanos

Intervozes dá início a projeto de formação em mídia e direitos humanos

31/10/2013 - O Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social inicia, neste mês de novembro, uma série de atividades de debates que abordarão a relaç...